Inter cansa de recorrer e acata decisão do STJD no caso Victor Ramos

O Internacional tentou de todas as formas provar que o atleta Victor Ramos jogou de forma irregular pelo Vitória no ano passado. Finalmente o clube gaúcho resolveu acatar a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), aceitar que o jogador atual de forma regular e pagará a multa de R$ 720 mil, por conta dos e-mails adulterados no caso do zagueiro. O Inter desistiu de recorrer e vai pagar o valor, mas solicitou ao órgão o parcelamento. Além disso, a atual direção assumiu os R$ 90 mil da punição ao ex-presidente Vitória Piffero. Totalizando R$ 810 mil de multas.
Na última segunda-feira (20), o departamento jurídico do Inter teve uma reunião com o conselho de gestão. Ficou definido que o clube não seguirá a batalha nos tribunais e aceitou a punição imposta pelo STJD.
Tentativas em vão
Em dezembro do ano passado, Glauber Guadelupe, vice-procurador-geral do STJD, arquivou o pedido do clube Gaúcho. Sem aceitar a decisão do tribunal, o Inter entrou novamente, com um pedido de reexame do caso Victor Ramos no STJD. Após uma semana, Felipe Bevilacqua, procurador-geral do STJD, decidiu manter o caso arquivado.
Sem obter sucesso no STJD, o clube gaúcho levou o caso à Suíça. Em janeiro desse ano, o Inter entrou com uma ação na Corte Arbitral do Esporte (TAS), para tentar reabrir o processo. Após a primeira audiência, o julgamento foi suspenso por 48 horas para os árbitros analisarem a competência sobre o assunto. No dia 6 de abril, eles decidiram não levar o processo adiante, e o Caso Victor Ramos foi encerrado.

Related posts

Leave a Comment