Vitória bate o Atlântico com facilidade e é líder do Baianão

Com facilidade. Assim foi construído o triunfo do Vitória na tarde deste domingo, 28, no estádio de Pituaçu. Com o gol sofrido após uma falha defensiva, o Leão conseguiu a virada em seis minutos e alcançou a liderança pelo número de gols feitos (sete).

Em desvantagem no placar, o organizado Atlântico, do técnico Ricardo Silva (vice-campeão da Copa do Brasil pelo Vitória) ainda conseguiu um chute na trave de Fernando Miguel com Vitinho. Mas, durante o segundo tempo, a equipe de Lauro de Freitas, que amargura a lanterna do campeonato, se limitou a chutar apenas uma vez ao gol do goleiro do Leão.

O Vitória volta aos gramados na próxima quarta-feira, 1º, pela Copa do Nordeste. O duelo é contra a Ferroviária (CE), no Barradão, às 18h15 (horário da Bahia). Pelo Campeonato Baiano, o Leão enfrenta o vice-líder Bahia de Feira no domingo, 4, também no Barradão. O Atlântico volta também no domingo, contra a Jacuipense, em Riachão do Jacuípe.

O jogo

Em ritmo lento, o Vitória entrou em campo muito sonolento e com pouca vontade. O exemplo disso foi o gol do Atlântico, que saiu de um cochilo de Bruno Bispo, aos 5 minutos, que tocou fraco para Uillian Correia na frente da área. Jone Chulapa aproveitou o vacilo acertou um bonito chute, encobrindo Fernando Miguel: 1 a 0 Tubarão. O gol serviu como um despertador e acordou o Vitória.

Após duas tentativas com Denílson, aos 19 minutos Juninho avançou e cruzou para a área. Denílson dominou, girou e acertou o canto de Ferrari para empatar a partida. Seis minutos depois, aos 24, saiu o golaço de Yago. Lucas recebeu lançamento de Correia e ajeitou de calcanhar para Yago. O meia nem precisou dominar, só chutou de primeira, colocado, no ângulo de Ferrari: 2 a 1.

A virada deixou o jogo mais aberto, com chances para os dois lados. Neílton e Juninho desperdiçaram boas chances, onde o goleiro Ferrari interviu nas duas. Porém, o lance mais perigoso foi de Vitinho, do Atlântico. O camisa 7, que fez um bom primeiro tempo, tentou o cruzamento e a bola fez uma curva incrível, acertando a trave de Fernando Miguel.

Com o placar inalterado, o segundo tempo só reservou grandes emoções para um lado. Foram as reestreias de Rhayner e André Lima, além de Flávio, que subiu das divisões de base. O goleiro Ferrari ainda fez mais duas boas intervenções em chutes de Neílton, mas o resultado ficou por 2 a 1. Bom triunfo e liderança para o Leão.

Fonte: A Tarde (Foto: Margarida Neide | Ag. A TARDE)

Related posts

Leave a Comment