Manifestantes impedem acesso ao Polo de Camaçari contra fechamento da Fafen

Sindicato estima demissão de 1,1 mil pessoas

Trabalhadores e representantes de sindicatos fecharam na manhã desta quarta-feira (30) a entrada no Polo Industrial de cidade de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (RMS), como forma de protesto ao anúncio do fechamento da unidade da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia (FAFEN-BA).

Com isso, trabalhadores não estão chegando às empresas, paralisando parte das atividades no Polo. Cerca de 400 pessoas estão em frente à FAFEN. De lá, às 9h, eles devem realizar uma caminhada até a entrada do Polo. 

O comunicado de encerrar as atividades foi feito pela Petrobras no ano passado. De acordo com setores ligados ao Polo, a decisão vai afetar o funcionamento de empresas que utilizam os produtos da fábrica como matéria-prima de produção de seus produtos. 

Segundo Radiovaldo Costa, diretor de comunicação do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA), o fechamento pode gerar cortes em empregos ligados de forma direta e indireta à empresa. Ele calcula que 800 funcionários entre tercerizados e com contrato direto devem ser demitidos. O impacto que se estende também para outras empresas do setor devem gerar uma massa de demissão de 1.100 pessoas. 

O impacto do fechamento também deve atingir a geração de receita para a cidade de Camaçari e o estado da Bahia. Algo, ainda de acordo com o diretor de comunicação, em torno de R$60 milhões. A decisão de fechamento também se estende para a unidade da empresa no estado de Sergipe.

Fonte: Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *