PT vai ao STF para derrubar decretos de armas de Bolsonaro

Em mais uma ofensiva para derrubar os decretos editados pelo presidente Jair Bolsonaro que facilitam a compra e posse de armas e munições, o PT ingressou nesta quarta-feira (17) com uma  Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a medida.

Na ação, o PT defende que essa política armamentista põe em risco a vida e a segurança de todos os cidadãos. Ainda cita que a medida coloca em risco o monopólio do uso da força pelo Estado. Por fim, o partido afirma que ela atenta contra a democracia, pois a matéria deveria ser objeto de lei a ser analisada pelo Congresso.

O partido pede que o STF suspenda imediatamente os efeitos dos decretos, em razão de suas inconstitucionalidades, por meio de liminar. Para, depois, passar a uma decisão colegiada do tribunal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *