Camaçari: Caetano denuncia prefeito pelo desastre na saúde pública.

Assim como o Brasil, que depois da fala de Lula viu o Bolsonaro usar máscara e se curvar às medidas dos governadores, o município de Camaçari também precisa da voz de Caetano, líder de oposição, para chamar a atenção do prefeito e sua equipe, uma vez que o enfrentamento ao COVID19 não tem sido levado a sério, além de suspeitas das mais diversas ordens sobre a aplicação do dinheiro público.

Sem meias palavras, Caetano em seu programa semanal no facebook, brada e aponta caminhos, aclama e orienta a gestão, mas, dá porrada e denuncia lamentando profundamente o caos em que o município se encontra. Afinal, em levantamento desta semana a Folha de São Paulo coloca Camaçari como a única cidade da Bahia com números extremamente aumentados de COVID19, entre os 50 mais atingidos no Brasil.

O que impressiona e a persistência  na relativização e a defesa da idéia de negação aos efeitos das restrições de distanciamento social e cuidados necessários nestes municípios. De fato, alguns governantes municipais e estaduais no Brasil estão adotando essas lesivas condutas amparadas na orientação do seu líder político, Jair Bolsonaro, que é internacionalmente visto como o pior governo no mundo no trato com o coronavirus.

Não por acaso, seguindo essa lógica bolsonarista, o prefeito Antonio Elinaldo e seu Secretário de Saúde, gastam as mais altas cifras e não trabalharam devidamente no combate a ploriferação do vírus. Em denúncia gravíssima, o líder petista, ex-prefeito Caetano, mostrou  gastos em torno de 01 bi na saúde de Camaçari  dos quais 309 milhões só no ano passado (2020), sem contar o contrato da Santa Helena. Com agravantes! Não tem construção de novos postos, nem ampliação de serviços. Denúncias de má prestação de serviços, maus tratos, desprezo e falta de interesse, vem sendo feita também por Ivoneide Caetano, vereadores de oposição, Dentinho, Tagner, Angélica e Vavau, além de diversas lideranças da sociedade.

Ao fechar os gripários da CLIRCA  e Hospital das Mulheres, a única UPA, vem indiscriminadamente recebendo pacientes de diversas outras necessidades de saúde junto aos portadores do COVID19, onde o paciente ao entrar na recepção, já sai contaminado e disseminando o vírus pra toda sua família e comunidade.

O provável desvio de investimentos denunciado também  se reflete na falta de campanhas publicitárias de conscientização,  desinfecção de ambientes, barreiras sanitárias, ordenamento do funcionamento do comércio, diálogo com setores diversos da sociedade, suspensão de cestas básicas, falta de auxílio emergencial pelo município,  entre outros. Os gastos inexplicáveis da secretaria de saúde feitos por Elinaldo e seus secretários precisam ser denunciados pelo Ministério Público Estadual e Federal. Disse Caetano.

Não bastasse tudo isso, a vacinação dos idosos parece ter o mesmo conceito de ampliar a contaminação – a aglomeração para tomar as vacinas é o mais evidente sinal de descontrole e desapreço pela vida no município. O mesmo ocorreu com alguns pontos de testagem promovidas sob muita aglomeração e exploração midiática.

Pelos recursos públicos e sua má aplicação, pelas vidas ceifadas e pelos contágios promovidos dentro da UPA, é preciso responsabilizar criminalmente o prefeito Elinaldo e seu Secretário de Saúde. É preciso que a Câmara de Vereadores exerça sua função pública,  institucional,  não seja conivente e também responsabilizada por tanto caos.

Redação Camaçari Acontece

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *